2009/07/26

2009 Ano Internacional das Fibras Naturais




O Ano Internacional Das Fibras Naturais 2009 pretende mostrar a importância das fibras naturais para os produtores, a indústria, os consumidores e o ambiente especialmente quando uma implacável concorrência dos produtos sintéticos impacta as vidas de milhões de pessoas integradas na produção e transformação das fibras naturais.

E, afinal, em 2009, por que escolher fibras naturais?

Fibras naturais são uma opção saudável.
A maioria das pessoas sabem que fibras naturais tem ventilação natural. Este é o motivo por que nos sentimos bem usando uma camiseta de algodão num dia quente; os beduínos usam lã fina como isolamento contra o calor; fibras de coco são usadas em colchões por serem resistentes a fungos e ácaros, e o linho se mostra adequado para uso hospitalar já que o cânhamo possue propriedades antibacterianas naturais

Fibras naturais são uma opção sustentável.
As fibras naturais são um recurso renovável por excelência. Colher uma tonelada de juta requer menos de 10 por cento da energia utilizada na produção de polipropileno; fibras naturais têm emissões dióxido de carbono neutro; sua transformação cria resíduos que podem ser reutilizados na construção civil ou na geração de eletricidade, e, no final do seu ciclo de vida, as fibras naturais são 100 % biodegradáveis.

Fibras naturais são uma opção de alta tecnologia.
Fibras naturais possuem boa resistência mecânica, são leves e tem baixo custo. Isso fez especialmente atraente para a indústria automóvel. Na Europa, a indústria de automóveis utiliza perto de 80 000 toneladas de fibras naturais/ano nos painéis de termoplásticos; o Brasil está fazendo material de coberturas de sisal reforçada; a Europa utiliza resíduos de cânhamo no cimento e a China utilizou materiais á base de cânhamo nas construções dos Jogos Olímpicos de 2008.

Fibras naturais são uma escolha responsável.
A produção, transformação e exportação de fibras naturais têm grande importância econômica para muitos países em desenvolvimento sendo vital para a subsistência e segurança alimentar de milhões de agricultores familiares. Estes incluem 10 milhões de pessoas no setor de algodão da Áfricas Central e Ocidental; 4 milhões de plantadores na juta em Bangladesh, Índia; 1 milhão na indústria da seda na China; 120 000 famílias de pastores de alpaca nos Andes. Optar por fibras naturais incentiva os investimentos em indústrias de fibras naturais nos países em desenvolvimento e a adoção de políticas de comércio para garantir condições iguais para suas exportações.

Fibras naturais são uma opção de moda.
As fibras naturais estão hoje no centro do movimento promovido pela eco-moda ou "roupas sustentáveis" que tem preocupações com o meioambiente e o bem-estar dos produtores e consumidores. Os produtores de fibras naturais, fabricantes e a indústria têxtil devem se conscientizar e responder às oportunidades oferecidas pela crescente procura de algodão orgânico e lã, tecidos biodegradáveis e recicláveis e práticas de "comercio ético" que oferecem preços justos aos produtores e protege os trabalhadores da produção têxtil.


Conheça mais: http://www.naturalfibres2009.org

Nenhum comentário: